Etiquetas

De há muito para cá que defendo que o resgate financeiro da Espanha é inevitável, que o mesmo se processaria no fim do Verão e que o da Itália se seguiria até ao Natal. Infelizmente, parece-me que mantenho toda a razão face às mais recentes notícias.

Esta atitude da Espanha de adiar o inadiável enquanto fala grosso para Bruxelas é reveladora do pior da nação vizinha – infelizmente, o orgulhoso touro Osborne acabará por revelar a sua outra face – a do vitelo inseguro e dependente da sua Mãe (UE)…

Anúncios