Etiquetas

,

Um filme com Julia Roberts vale (quase) sempre a pena ver: este Comer Orar Amar não é excepção e o sector feminino certamente vai apreciar especialmente a história de Liz Gilbert que, depois de recentemente casada, descobre ter cometido um erro fatal – casar-se.

Divorciada, e apesar de ter tudo o mais que uma mulher moderna pretende – carreira, dinheiro e independência – mas como lhe falta encontrar um sentido para a sua vida, parte pelo mundo à descoberta do seu eu: em Itália vai encontrar conforto na gastronomia, na Índia descobrir a espiritualidade e por fim, em Bali, o amor verdadeiro.

Mas será que tudo se resume tão simplesmente? Só vendo…

Para entusiasmar o sector masculino, há que dizer que a Julia está a envelhecer bem, como as imagens demonstram:

Trailer:

Anúncios