Etiquetas

Agosto, alto Minho: chegam os carros “franceses” e há romarias, festas sempre bem regadas e iluminadas, a que não podem faltar os foguetes.

No meio dos incêndios que lavram aqui e ali, o som da música e dos “morteiros” (foguetes) impõe-se, tal como a sensação de que tudo isto faz parte de um círculo (im)perfeito…

Anúncios