Neste caso não se admite qualquer dúvida quanto à inimputabilidade da arguida – obsessão pelos UHF e pelo seu vocalista é mesmo demência notória…

Anúncios