Se algum mérito tem a visita que Sua Santidade inicia hoje a Portugal (e tem muitos), um dos efeitos colaterais assinaláveis é que não mais se falará da vitória do “glorioso” e desaparecerão, durante algum tempo, as inestéticas imagens televisivas de Jesus a mascar chiclete de boca aberta.

Anúncios