Etiquetas

Há muitos anos que não ligo minimamente para o que os críticos de cinema recomendam, guiando-me pelo mais puro dos instintos – “gosto” ou “não gosto”, dispensando mais adjectivações.

Por isso mesmo, não deixei de me rir intimamente quando há pouco li a crítica a este filme (“Amar…É Complicado!”, em português) no Expresso – «…fantasia gerontófila que só parece conhecer da vida aquilo que as páginas da “Hola” lhe dão».

Como confesso que me divirto a “ver as figurinhas” daquele clássico da leitura semanal espanhola, não vejo qualquer razão para deixar igualmente de confessar que delirei com o filme.

Primeiro, pelos actores – Meryl Streep, Alec Baldwin e Steve Martin são excelentes actores e o argumento favorece as suas representações. Segundo, pela própria história – Jane (MS) é divorciada de Jake (AB) que entretanto casou e tem uma criança desse segundo casamento.

Porém, Jane e Jake estão longe de terem arrefecido a chama do seu extinto casamento, ainda para mais ateada pela entrada de Adam (SM) na vida de Jane…

Falar de amor na meia-idade ou mesmo na terceira idade pressupõe uma combinação rara de elegância e humor, para disfarçar as rugas e os pneus que alastram a olho nú – é o que acontece neste divertidíssimo filme, que proporciona duas horas de pura gargalhada.

Trailer:

Anúncios