Etiquetas

De acordo com o JN de hoje, a discoteca Swing está à venda no âmbito do processo de insolvência da sociedade que a geria.

Apesar de já há muitos anos lá não ir, guardo gratas recordações das 4.ªs feiras (na gíria, eram as 4.ª feiras europeias…) e da misturada entre estudantes universitários, artistas, maricas e prostitutas, num ambiente muito “próprio”, com boa música.

Pena é, porque depois da extinção do saudoso Griffon’s, são marcos da história da noite do Porto (e da zona da rotunda da Boavista, em particular) que se perdem definitivamente.

Anúncios