Ser pontual é uma virtude que custa muito caro: desde a consulta no dentista ao encontro marcado à porta do cinema, a pontualidade (infelizmente) ainda não entrou nos hábitos dos portugueses, obrigando-nos (aos pontuais) a uma delicada ginástica para fazer encaixar os atrasos alheios nas nossas agendas.

Se isto é assim por cá, os nossos vizinhos daqui do lado padecem desse mal ao quadrado: agora, numa tentativa desesperada de alinharem pelos bons padrões europeus, mas admitindo que há que ir por passos menos ambiciosos, o Presidente da Comissão Nacional para a Racionalização dos Horários em Espanha (não é tanga, existe mesmo…) veio propor o alinhamento pelo horário português (regido pelo meridiano de Greenwich).

A falta de pontualidade “deles” lá continuará, mas agora alinhada pelo nossa própria, o que nos evitará esperas superiores a uma hora… 😉

Anúncios