A hoje anunciada atribuição do prémio Pessoa 2009 ao Bispo do Porto, Senhor D. Manuel Clemente, foi por mim acolhida com muita alegria:

1.º – Pelo reconhecimento do perfil e personalidade de um grande homem da Igreja, superiormente inteligente, corajoso e aberto à sociedade;

2.º – Por não poder deixar de ser visto como uma honra para a Igreja portuguesa, tão maltratada pelo Estado nos anos mais recentes;

3.º – Por ser cidadão do Porto, aqui nascido e criado, nunca deixei de ver no actual Bispo desta Diocese uma superior referência para a cidade e o distrito e, como tal, a distinção é uma honra para todos nós cá “mais em cima”, indistintamente do respectivo credo ou simpatia política.

Anúncios