c(Foto do espólio da “Life Magazine” – porta da antecâmara do cofre-forte do Chase Manhattan Bank, Nova Iorque, 1945).

Confesso a minha paixão por portas de todo o tipo, já que, para além de muitas serem autênticas obras de arte, são igualmente uma barreira que a todo o tempo podemos criar ou desmontar, conforme as nossas conveniências e as nossas (im)paciências. 

Os “pregos” vão para férias (curtas) e, simbolicamente, a porta fica aberta para que todos possam entrar. Até já.

Anúncios