Num tribunal de comarca da área metropolitana do Porto, a meio de um julgamento, interrogam-se por videoconferência testemunhas presentes noutro Tribunal em comarca da área metropolitana de Lisboa. Às 17.02, “cai” a linha RDIS que sustenta o som: liga-se de volta para o Tribunal de lá de “baixo” e a resposta é célere – «passa das 17.00 e já desligaram tudo…».

Certamente, e como tudo o que é ligado à justiça é hoje “na hora”, aplicaram o conceito alternativo – justiça “à hora”…

Anúncios