Etiquetas

000002035452

Já aqui falei do Prof. João Lobo Antunes a propósito do livro “O Eco Silencioso”. Desta vez falo do livro “Sinto Muito”, escrito pelo seu irmão, Nuno Lobo Antunes (Neuropediatra): a admitir um ponto de comparação, sempre ingrato para ambos, diria que a escrita deste autor é mais intimista e ao mesmo tempo menos cerebral que aquela do Prof. João Lobo Antunes.

Notam-se, ainda assim, traços de vida paralelos – influência assinalável da figura paternal, ambos “emigraram” para Nova Iorque e regressaram ao fim de alguns anos, e abordagem das mesmas questões, donde sobressai a preocupação com a progressiva funcionalização da medicina.

Fruto da sua especialidade clínica, os temas que Nuno Lobo Antunes trata são tudo menos agradáveis – crianças e doenças terminais são, por natureza, quase incompatíveis, mas o autor consegue sempre extrair destas terríveis histórias de vida e morte um ensinamento ou uma reflexão que permite ao leitor encarar a tragédia com outros olhos.

E depois, há pormenores deliciosos de humor subtil – como o daquele pediatra que acordado a meio da noite por uma Mãe histérica que lhe pergunta o que fazer ao seu filho, já que teria engolido um lagostim, responde ainda estremunhado – «Dê-lhe uma imperial, minha Senhora».  🙂

Advertisements