Leio aqui que está anunciada para 28 de Dezembro, pelo segundo ano consecutivo, uma mega missa na Plaza Colón, em Madrid, em defesa dos valores tradicionais associados à família. Numa época em que os governos pós modernos se afadigam na corrida ao primeiro lugar na desagregação da família, aprovando o aborto, os divórcios expresso e os casamentos homossexuais, importa marcar fronteiras e dizer – basta!

E não digo isto por ser assumidamente católico. Mesmo que a minha confissão fosse outra, o meu sentimento primário acompanharia os propósitos essenciais desta manifestação, que – em última instância – é disso que se trata: cerrar fileiras e protestar contra este Estado pretensamente democrático, laico e republicano que, por professar a ausência de valores, a procura “impingir” a todos, mesmo aos que os têm bem assentes.

Para quando uma manifestação parecida por cá? Será preciso esperar pela legalização do casamento homossexual, com a única consequência verdadeiramente pretendida que é a da adopção? Oxalá que esta época em que a sagrada família é um dos símbolos resistentes do verdadeiro Natal, ilumine as mentes dos nossos governantes e os guie na definição de trilhos mais lineares – por mim, continuo a acreditar que é possível – basta crer e querer!

Anúncios